Inefável Solilóquio


Espadana
2 março , 2017, 19:41
Filed under: Poesia, Uncategorized

para Daniel Caldas

 

Tatua tua lascívia nos meus pêlos inertes

Deixe estar tuas pupilas úmidas que cavam colheitas

Incertas e trêmulas

Escamas que ocultam os orvalhos da tua manhã

Ditam as garatujas da minha face e

Flâmulas

Feitas de linhos inférteis

Perseguem cores de retinas alheias

Vãs.

Anúncios

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: